Aguarde...

Benvindos

Roteiro Turístico

Roteiro Turístico

Pontével mantém intacta a memória do seu povo, recordando e recriando momentos que marcaram a vida da freguesia. A Festa dos Fazendeiros, organizada de dois em dois anos no Domingo de Pascoela, é exemplo disso, recriam-se tempos passados, onde o campo e a lavoura eram o sustento do povo.
 
Pontével, é pois uma terra onde hoje apetece viver.
 
Eventos anuais
 
• Festa dos Fazendeiros que se realiza no Domingo de Pascoela;
• Artével - Feira de Artesanato e Artes Plásticas que se realiza em meados de Junho;
• Festa em honra de Nossa Senhora do Desterro que se realiza no primeiro fim de semana de Setembro.
• Festa em Honra do Divino Espírito Santo
• Festa em Honra do Mártir S. Sebastião
 
Folheto informativo da Igreja Matriz de Pontével
Consultar aqui
 
Gente Ilustre de Pontével
 
Marco Chagas (Ciclista vencedor de 4 Voltas a Portugal em Bicicleta)
 
A caspiada
 
A caspiada é o bolo tradicional e a imagem de marca da Freguesia de Pontével, concelho do Cartaxo, com marca registada desde 2011.
 
Caspiada
 
Trata-se de um bolo cujas origens remontam aos tempos mais antigos e de maiores dificuldades financeiras. Verdadeiramente, trata-se de um doce que nasceu no seio das famílias mais pobres desta freguesia que, querendo presentear e fazer um agrado aos seus familiares, mas não dispondo de meios financeiros suficientes para adquirir determinados ingredientes necessários à confeção de doçaria e que também escasseavam, passaram a aproveitar as sobras da massa do pão e a adicionar-lhe um pouco de açúcar louro, azeite, raspas de limão e canela em pó e, depois de tudo bem envolvido e amassado, levavam o bolo a cozer em forno de lenha, em cima de uma folha de couve-galega ou folha de figueira, polvilhada de farinha.
 
Assim, o bolo ficava mais tostado ou crocante e com a textura da folha de couve desenhada na sua base, o que o torna um doce típico, único, de sabor e características inigualáveis.
 
Trata-se de uma verdadeira iguaria, cuja comercialização foi dinamizada pela Associação Quarentões, que assim, além da divulgação do mesmo, pretende angariar fundos como contributo para a realização de uma das festas anuais da freguesia de Pontével: Festa da Nossa Senhora do desterro organizadas pelos Quarentões de Pontével.
 
Contudo, além da Associação Quarentões, esta iguaria acaba também por ser comercializada pela Casa do Povo de Pontével e pela Sociedade Filarmónica Incrível Pontevelense, que assim também dão o seu contributo para a divulgação da mesma.